Método de estudo de caso no ensino de física: percepções de estudantes do ensino médio

Autores/as

  • Ariane Baffa Lourenço Universidade de São Paulo, Av. Trabalhador São-Carlense, 400, CEP: 13566-590, Arnold Schimdt, São Carlos-SP, Brasil.
  • Alessandra Elisa Caccia Sousa Universidade de São Paulo, Av. Trabalhador São-Carlense, 400, CEP: 13566-590, Arnold Schimdt, São Carlos-SP, Brasil.
  • Gláucia Grüninger Gomes Costa Instituto de Física de São Carlos, Universidade de São Paulo, Av. Trabalhador São-Carlense, 400, CEP: 13566-590, Arnold Schimdt, São Carlos-SP, Brasil.
  • Pedro Donizete Colombo Junior Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Rua Vigário Carlos, 100 - 5º andar - Sala 538 - CEP: 38025-350 – Uberaba, MG, Brasil.
  • André Luis de Jesus Pereira Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Praça Marechal Eduardo Gomes, 50, Vila das Acácias, 12228-900, São José dos Campos/SP - Brasil

Palabras clave:

Método de estudo de caso, Ensino de física, Ensino médio

Resumen

O objetivo deste trabalho é apresentar e discutir as percepções de estudantes do 3° ano do EM de uma escola pública brasileira quanto
ao trabalho com o método com o tema circuitos elétricos. Em âmbito metodológico, os alunos participaram de aulas teóricas sobre o
tema eletricidade e, de modo colaborativo (em grupo) refletiram sobre o caso apresentado, propondo soluções para o problema e as
socializando com seus pares por meio de apresentações de maquetes e seminários. Dentre os resultados, destacam-se as percepções
dos estudantes de que: trabalhar com casos científicos é uma maneira divertida de aprender, colabora no entendimento da teoria e
prática; contribui com a compreensão dos conceitos e promove um ensino inovador. Resultados que nos levam a concluir que o uso
do referido método teve uma boa aceitação por parte dos alunos e demonstrou ser uma abordagem promissora para o ensino de física.

Citas

Cabral, P. F. O., Souza, S. N., Queiroz, S. L. (2017). Casos investigativos para a promoção da CSCL no Ensino Superior de Química. Química Nova, 40(9), 1121-1129.Doi: https://doi.org/10.21577/0100-4042.20170089

Carvalho, A. M. P., Sasseron, L. H. (2018). Ensino e aprendizagem de Física no Ensino Médio e a formação de professores. Estudos Avançados, 32(94), 43-55, Doi: https://doi.org/10.1590/s0103-40142018.3294.0004

Faria, F. L., Freitas-Reis, I. (2016). Uma proposta de divulgação da estratégia de ensino estudo de caso para professores de química do ensino médio. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, 6(3), 1-17. Doi: https://doi.org/10.36524/dect.v6i03

GREF. (2020). Física 1: Mecânica. 7ª ed. São Paulo: EDUSP. Recuperado de: https://www.edusp.com.br/livros/fisica-1/

GREF. (2015). Física 2: Física Térmica e Óptica. 5ª ed. São Paulo: EDUSP. Recuperado de: https://www.edusp.com.br/li-vros/fisica-2/

GREF. (2017). Física 3: Eletromagnetismo. 5ª ed. São Paulo: EDUSP. Recuperado de: https://www.edusp.com.br/livros/fi-sica-3/

Gomes, G. S., Amaral, E. M. R. (2017). Percepção de estudantes da educação básica sobre a estratégia de estudo de caso. Apresentado em IV Congresso Nacional de Educação, Campina Grande, Paraíba.

Graaff, E., Kolmos, A. (2003). Characteristics of Problem-Based Learning. International Journal of Engineering Education, 19(5), 657-662. Recuperado de: https://www.ijee.ie/articles/Vol19-5/IJEE1450.pdf

Herreid, C. F. (1998). What makes a good case? Some basic rules of good storytelling help teachers generate student excitement in the classroom. Journal of College Science Teaching, 27(3), 163-169. Recuperado de: http://www.ecsb.org/wp-content/uploads/2016/09/What-Makes-a-Good-Case.pdf

Herreid, C. F. (2007). Start with a Story: The Case Study Method of Teaching College Science. NSTA Press.

Mato Grosso do Sul. (2012). Referencial Curricular da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul - Ensino Fundamen-tal e Ensino Médio. Campo Grande, MS: SED.

Moraes, R. (1999). Análise de conteúdo. Revista Educação, 22(37), 7-32

Montanher, V. C. (2010). Aprendizagem colaborativa de conceitos de física no ensino médio: Investigando atividades baseadas em estudos de casos. Apresentado em PBL 2010 Congresso Internacional, São Paulo, SP.

Pietrocola, M. (2017). Curricular Innovation and Didactic-Pedagogical Risk Management: Teaching Modern and Contem-porary Physics in High Schools. In M. Pietrocola, I. Gurgel (Org.). Crossing the Border of the Traditional Science Curriculum Innovative Teaching and Learning in Basic Science Education. (1, 1-22), (1a ed.) Roterdã: Sense publisher.

Queiroz, S. L., Cabral, P. F. (Org.) (2016). Estudos de Caso no Ensino de Ciências Naturais. São Carlos: Art Point Gráfica e Editora. Recuperado de: https://sites.usp.br/cdcc/wp-content/uploads/sites/512/2019/06/2016-Estudos_de_Caso.pdf

Sá, L. P., Queiroz, S. L. (2007). Promovendo a Argumentação no Ensino Superior de Química. Química. Nova, 30(8), 2035-2042. Recuperado de: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/Vol30No8_2035_41-ED06353.pdf

Sá, L. P., Queiroz, S. L. (2010). Estudo de casos no ensino de química (2 ed.). Campinas: Átomo.

Silva, O. B., Oliveira, J. R. S., Queiroz, S. L. (2011). SOS Mogi-Guaçu: contribuições de um Estudo de Caso para a educação química no nível médio. Química Nova na Escola, 33(3), 1-8. Recuperado de: http://qnesc.sbq.org.br/on-line/qnesc33_3/185-RSA09110.pdf

Sousa, R. S., Rocha P.D.P., Garcia, I.T.S. (2012

Publicado

2021-11-02

Cómo citar

Baffa Lourenço, A., Sousa, A. E. C., Grüninger Gomes Costa, G. ., Colombo Junior, P. D. ., & Pereira, A. L. de J. . (2021). Método de estudo de caso no ensino de física: percepções de estudantes do ensino médio. Revista De Enseñanza De La Física, 33(2), 63–71. Recuperado a partir de https://revistas.unc.edu.ar/index.php/revistaEF/article/view/35327

Número

Sección

Investigación en Enseñanza de la Física