Dias, M. A. (2016) Enseñanza Superior como bien público. Perspectivas para el centenario de la Declaración de Córdoba. Montevideo: AUGM.

Autores/as

  • Celio Da Cunha

Resumen

Para se compreender o contexto e o alcance do livro de Marco Antonio Rodrigues Dias sobre a educação superior como bem público, creio ser necessário, ainda que de forma lacônica, tecer algumas considerações sobre a atuação da Unesco ao tempo de seu Diretor-Geral, o cientista, político, humanista e educador Federico Mayor Zaragoza, que dirigiu essa Organização das Nações Unidas de 1987 a 1999.  Foi no período de gestão de Mayor que a Unesco mais se aproximou de seus ideais e de seus pressupostos fundadores. O preâmbulo da Constituição da Unesco, em 1945, apontava a ignorância como a real fonte de todos os infortúnios, materiais e mentais (UNESCO, 2015, p. 20-21). Mayor tinha consciência de que era necessário perseguir esse caminho. E foi também o tempo em que Marco Antonio Rodrigues Dias haveria de se tornar referência no âmbito das lutas por uma universidade comprometida com a história e a cultura.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Brovetto, J. (1998) El futuro de la educación superior en una sociedade en transformación. AUGM, UNESCO y UFPR (Edit.) A Unesco e o futuro do ensino superior. Curitiba: UFPR.

Rodrigues Dias, M. A. (2017) Enseñanza superior como bien público: perspectivas para el centenário de la Declaración de Córdoba. Montevideo: AUGM.

UNESCO. (2015) De ideias e ações: 70 anos da Unesco. Paris/SãoPaulo: Unesco.

Publicado

2018-06-30

Cómo citar

Da Cunha, C. (2018). Dias, M. A. (2016) Enseñanza Superior como bien público. Perspectivas para el centenario de la Declaración de Córdoba. Montevideo: AUGM. Integración Y Conocimiento, 7(1), 240–244. Recuperado a partir de https://revistas.unc.edu.ar/index.php/integracionyconocimiento/article/view/20114

Número

Sección

Reseñas de libros