Memórias do arbítrio: a cassação de matrículas de militantes estudantis durante a ditadura no Brasil (1968-1969)

Autores/as

  • Mauricio Brito

Resumen

O artigo analisa narrativas sobre a cassação de matrículas de militantes estudantis ocorrida no início de 1969 na Universidade Federal da Bahia. Os relatos sobre a experiência permitem reconstituir dimensões do acontecimento no ambiente mais amplo da conjuntura e das lutas desenvolvidas pelo movimento estudantil em 1968 até o Ato Institucional no.5. A cassação das matrículas é um dos marcos de um endurecimento da repressão na universidade, ao mesmo tempo em que encerra um ciclo do protesto estudantil reprimido com o AI-5. O texto sugere a necessidade de analisar a pluralidade de comportamentos dos atores universitários, bem como investigar como essa memória militante de 1968 silencia sobre as lutas estudantis desenvolvidas no início da década.

Descargas

Publicado

2020-11-28

Cómo citar

Brito, M. (2020). Memórias do arbítrio: a cassação de matrículas de militantes estudantis durante a ditadura no Brasil (1968-1969). Testimonios, 9(9). Recuperado a partir de https://revistas.unc.edu.ar/index.php/testimonios/article/view/30915