Erva mate em debate: Federico Borromeu, jesuítas e médicos

Autores/as

  • Marina Massini Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.31057/2314.3908.v6.n1.19192

Palabras clave:

Erva mate, Federico Borromeu, Diego de Torres Bollo, Iacopo Anto-nio Clerici, transmissão e apropriação de saberes

Resumen

O trabalho aborda o processo de circulação e transmissão de saberes acerca da erva mate, iniciado pela correspondência epistolar entre Federico Borromeu, Cardeal da cidade de Milão, o missionário jesuíta Diego de Torres Bollo e outros informantes da Companhia, e o médico milanês Iacopo Antonio Clerici. Focam-se diferentes modalidades de apropriação das informações recebidas da America Latina, em conformidade ao universo cultural e religioso dos receptores.

Descargas

Publicado

2018-01-22

Cómo citar

Massini, M. (2018). Erva mate em debate: Federico Borromeu, jesuítas e médicos. Antiguos Jesuitas En Iberoamérica, 6(1), 3–20. https://doi.org/10.31057/2314.3908.v6.n1.19192