A “experiência” em cartas dos jesuítas missionários no Brasil nas primeiras décadas do século XVI

Marina Massimi

Resumen


O artigo analisa os sentidos do termo experiência assim como empregado por jesuítas em missão no Brasil, nas primeiras décadas do século XVI, em cartas por eles redigidas. Tais sentidos são apreendidos à luz do arcabouço conceitual da Companhia de Jesus. São evidenciadas três significações da experiência: a experiência como prova e verificação; a experiência como prática e hábito; a experiência como discernimento da presença do mistério nos fatos. O conjunto destas significações remete à experiência modelo do fundador da Companhia, Inácio de Loyola, onde o conhecimento da realidade sensível e imanente remete sempre ao conhecimento da realidade espiritual transcendente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31057/2314.3908.v1.n1.17573

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



Licencia de Creative Commons
Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional por Carlos A. Page
Puede hallar permisos más allá de los concedidos con esta licencia en https://revistas.unc.edu.ar/index.php/ihs/about/submissions#copyrightNotice
 
 
ISSN: 2314-3908
Director: Dr. Carlos A. Page
Organismo responsable: Centro de Investigaciones y Estudios sobre Cultura y Sociedad (CIECS) - Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET) - Universidad Nacional de Córdoba (UNC) - Av. Valparaiso s/n, Ciudad Universitaria - Córdoba (CP5000) E-mail: ciecs@ciecs-conicet.gob.ar Tel. (54 0351) 5353769
 
Siganos en Facebook: