Darcy Ribeiro e a reforma universitária de Córdoba: legados para a universidade pública brasileira

Autores/as

  • Murilo Silva de Camargo

Palabras clave:

Reforma Universitária de Córdoba, Darcy Ribeiro, Universidade de Brasília

Resumen

A universidade propriamente dita no Brasil só teve inicio nos anos 1920. E, até a metade do século XX se caracterizou por ser uma instituição constituída segundo modelos de universidades europeias tradicionais do século XIX (formação napoleônica profissional rígida, cátedras vitalícias, organizada academicamente em federação de escolas isoladas etc.). Mesmo com esse início tardio, a universidade brasileira passou por avanços significativos nas últimas décadas, cuja origem há que se buscá-la em processos de reforma que ocorreram nas décadas de 1950 e 1960. Assim, neste artigo temos como objetivos resgatar essa memória e estabelecer pontes entre essas reformas e documentos da época: Reforma Universitária do Córdoba, proposta de Reforma Universitária da UNE e criação da Universidade de Brasília (UnB), o que nos permitirá associar esses fatores ao percurso histórico de um conjunto de fatos importantes da educação superior brasileira e avaliar o seu impacto até os dias atuais. Para isso, recorreremos a documentos históricos bem como a pensadores cujas contribuições são fundamentais para pensar a educação superior na América Latina, como Ribeiro (1961), Teixeira (1962), Tünnermann (2008) e Fávero (2009), dentre outros. Ancorados nesses autores, apresentaremos evidências sobre a influência dos ideários de Córdoba na proposta de Reforma Universitária da UNE de 1960 e desta no projeto da UnB. A partir dessas relações, infere-se sobre fatos relevantes da educação superior do Brasil como a criação da UNICAMP, a Reforma Universitária de 1968, a LDB de 1996, e mais recentemente, os programas de expansão das universidades federais brasileiras, incluindo as novas universidades criadas.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Arocena, R. e Sutz, J. (2000). La Universidad latinoamericana del futuro: Tendencias – Escenarios – Alternativas. México: UDUAL.

Brasil, Presidência da República (1961). Lei No. 3.998, de 15 de dezembro de 1961. Autoriza o Poder Executivo a instituir a Fundação Universidade de Brasília. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/L3998.htm. Acesso em: 9 mar. 2018.

Brasil. Presidência da República (1962). Decreto No. 1.872, de 12 de dezembro de 1962. Aprova o Estatuto da Universidade de Brasília. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/Historicos/DCM/dcm1872.htm. Acesso em: 9 mar. 2018.

Brasil. Câmara dos Deputados (2006). Projeto de Lei 7200/2006. Estabelece normas gerais da educação superior, regula a educação superior no sistema federal de ensino. Disponível em:

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=327390. Acessado em 9 de março de 2018.

Brasil. Ministério da Educação (2007). Diretrizes Gerais do Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI). Disponível em http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/diretrizesreuni.pdf. Acessado em 08 de março de 2018.

Brasil. Ministério da Educação (2010). Referenciais Orientadores para os Bacharelados Interdisciplinares e Similares das Universidades Federais. Secretaria de Educação Superior. Disponível em http://reuni.mec.gov.br/o-que-e-o-reuni. Arquivo: Referenciais Orientadores para os Bacharelados Interdisciplinares e Similares. Acessado em 09 de março de 2018.

Camargo, M. S. (2013). Universidade Pública Brasileira e Desenvolvimento Nacional. Revista Princípios, (123), 81-88.

Camargo, M. S. e Lazarte, L. (2012). O Plano Orientador da Universidade de Brasília de 1962 e suas repercussões na universidade brasileira atual. Em J. L. Villar (Org.), Diálogos entre Darcy e Anísio - O Projeto da UnB e a Educação Brasileira (pp. 167-217). Brasília: Verbena Editora, 1, p. 167-217.

Catani, A. M. (Org.) (1996). Universidade na América Latina: tendências e perspectivas. São Paulo: Editora Cortez.

Celentano, A. (2012). De la universidad necesaria a la universidad nueva: la recepción argentina de las tesis de Darcy Ribeiro entre 1967 y 1973. VII Jornadas de Sociología de la UNLP. Departamento de Sociología de la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación, La Plata.

Coutinho, A. (2007). Universidade, instituição crítica. 3ed. São Pulo: Editora UNESP.

Cunha, L. A. (2007). A universidade temporã: O ensino superior, da Colônia à Era Vargas. 3ed. São Pulo: Editora UNESP.

Dias, M. A. R. (2016). Desafíos de la educación superior a la luz de la Reforma de Córdoba. Integración y Conocimiento, 5(2), 24-34.

Dias, M. A. R. (2017). Enseñanza superior como bien público: perspectivas para el centenario de la Declaración de Córdoba. Montevideo: AUGM.

Fávero, M. L. de A. (1977). A universidade brasileira em busca de sua identidade. Petrópolis: Editora Vozes.

Fávero, M. L. de A. et al. (1989). A universidade em questão. 2ed. revisada. Rio de janeiro, São Paulo: Cortez, Autores Associados.

Fávero, M. L. de A. (2006). A universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educar em Revista, 28, 17-36.

Fávero, M. L. de A. (2009). A UNE em tempos de autoritarismo. 2ed. revisada. Rio de janeiro: Editora UFRJ.

Fernandes, F. (1975). Universidade brasileira: reforma ou revolução. São Paulo: Editora Alfa-Omega.

Kubitschek, J. O. (1975). Por que construí Brasília. Rio de Janeiro: Bloch Editores.

Leher, R. (2008). Reforma Universitária de Córdoba, noventa anos. Um acontecimento fundacional para a Universidade Latino-americanista. Em E, Sader; P. Gentili e H. Aboites (Orgs.), La reforma universitaria: desafíos y perspectivas noventa años después. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO).

López, J. O. (2006). Darcy Ribeiro: sus ideas educativas sobre la Universidad y el proceso civilizatorio de América Latina. Revista Historia de la Educación Latinoamericana, (8), 137-160.

Mendes Jr., A. (1982). Movimento Estudantil Brasileiro. 2ed. São Paulo: Editora Brasiliense.

Meneges, D. et al. (2008). Manifiesto de los estudiantes brasileños de Río de Janeiro a sus compañeros en el país (Brasil, 1928). Em E. Sader; P. Gentili e H. Aboites (Orgs.). La reforma universitaria: desafíos y perspectivas noventa años después. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO).

Oliveira, J. F.; Dourado, L. F. e Mendonça, E. F. (2011). Universidade de Brasília (UnB): Da Universidade Idealizada à “Universidade Modernizada”. Em M. Costa Morosini (Org.), A Universidade no Brasil: concepções e modelos. 2ed. (pp. 113-133). Brasília: MEC/INEP.

Pinto, O. P. (2010). A Reforma Universitária como reivindicação estudantil e política pública: a UEE na luta universitária no Rio Grande do Sul (1960-68). Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciência Política na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/34694. Acesso em: 15 mar. 2018.

Ribeiro, D. (1961). Universidade de Brasília. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 83(36), 161-230.

Ribeiro, D. (1967). La universidad necesaria. Buenos Aires: Editorial Galena.

Ribeiro, D. (1968). La universidad latinoamericana. Montevideo: Universidad de la Republica.

Ribeiro, D. (1971). La universidad latinoamericana. Santiago de Chile: Editorial Universitaria.

Ribeiro, D. (1973). La universidad nueva: un proyecto. Buenos Aires: Editorial Ciencia Nueva.

Ribeiro, D. (1975). A Universidade Necessária. 3ed. Rio de Janeiro: Editora Terra e Paz.

Ribeiro, D. (2009). Testemunho. Brasília: Fundação Darcy Ribeiro.

Roca, D. (1918). Manifiesto Liminar de Ia Reforma Universitaria deI 21 de Junio de 1918. Disponível em: http://hdl.handle.net/11086/2726. Acesso em: 9 mar. 2018.

Salazar Bondy, A. (1968). Reflexiones sobre la Reforma Universitaria. Em La Reforma Universitaria 1918-1958. Buenos Aires: FUBA.

Salmeron, R. A. (2007). A universidade interrompida: Brasília 1964-1965. 2ed. revisada. Brasília: Editora Universidade de Brasília.

Santana, F. A. (2014). Movimento estudantil e ensino superior no Brasil: A reforma universitária no centro da luta política estudantil nos anos 60. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade de São Paulo (USP). Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-29072015-141646/pt-br.php. Acesso em: 10 mar. 2018.

Speller, P. (2017). La Reforma de Córdoba: perspectivas y horizontes. Em Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura (OEI) (Ed.), La universidad reformada: Hacia el centenario de la Reforma Universitaria de 1918 (pp. 9-17). Buenos Aires: EUDEBA.

Teixeira, A. S. ([1961] 2011). Pronunciamento de educadores sobre o projeto. Em D. Ribeiro (Org.), Universidade de Brasília: projeto de organização, pronunciamento de educadores e cientistas e Lei No 3.998 de 15 de dezembro de 1961 (pp. 104-106). Brasília: Editora Universidade de Brasília.

Teixeira, A. S. (1962). Notas para a história da educação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 85(37), jan./mar., 181-188.

Teixeira, A. S. (1968). Uma perspectiva da educação superior no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 111(50), jul./set., 21-82. Disponível em: http://www.bvanisioteixeira.ufba.br/livros/ensino.zip. Acesso em: 9 mar. 2018.

Teixeira, A. S. (1988). Educação e universidade. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Teixeira, A. S. (2005). Ensino superior no Brasil: análise e interpretação de sua evolução até 1969. Rio de Janeiro: Editora UFRJ. Disponível em: http://www.bvanisioteixeira.ufba.br/artigos/perspectiva.html. Acesso em: 8 mar. 2018.

Tünnermann, C. B. (1998). La Reforma Universitaria de Córdoba. Revista Educación Superior y Sociedad, 1(9), 103-127.

Tünnermann, C. B. (2008). Noventa años de la Reforma Universitaria de Córdoba: 1918-2008. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO).

Universidade de Brasília (UnB) (1962), Conselho Diretor da Fundação Universidade de Brasília. Plano Orientador da Universidade de Brasília. Brasília: Editora Universidade de Brasília. Disponível em: https://www.unb.br/documentos?menu=475. Arquivo: Plano Orientador. Acesso em: 5 mar. 2018.

Publicado

2018-06-30

Cómo citar

Silva de Camargo, M. (2018). Darcy Ribeiro e a reforma universitária de Córdoba: legados para a universidade pública brasileira. Integración Y Conocimiento, 7(1), 106–140. Recuperado a partir de https://revistas.unc.edu.ar/index.php/integracionyconocimiento/article/view/20109

Número

Sección

Dossier especial: "Presente y pasado: disputas de sentido sobre la Reforma Universitaria".