Internacionalização da Educação Superior no Brasil: expansão, produção do conhecimento e desafios emancipatórios

Autores/as

  • Ranilce Guimarães Iosif
  • Sinara Pollom Zardo

Palabras clave:

Internacionalização, Educação Superior, Produção do conhecimento, Governança.

Resumen

Este artigo discute os cenários, as concepções e as práticas que permeiam os estudos sobre a internacionalização da Educação Superior no Brasil. Primeiramente, problematiza a centralidade da internacionalização no modelo de governança da Educação Superior no País nas últimas duas décadas. Em seguida, analisa a produção do conhecimento voltada para o tema na pós-graduação brasileira, a partir do levantamento de grupos de pesquisas sobre o assunto e da análise de conteúdo dos resumos de teses e dissertações publicadas na área. A pesquisa evidencia a necessidade de ampliar estudos sobre o processo de internacionalização e sua influência sobre os valores, a cultura, a identidade, a língua e os conhecimentos próprios do povo e da história brasileira e latino-americana. Outras demandas relacionam-se ao impacto da internacionalização nos currículos acadêmicos e às mudanças emergentes dos processos de credenciamento, acreditação e avaliação dos cursos e instituições de ensino. Indica que os pesquisadores brasileiros precisam continuar atentos às políticas de internacionalização adotadas e questionar os efeitos dessa nova dinâmica na melhoria da qualidade e na promoção de processos formativos emancipatórios.

 

 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

ABDI, A. A. De-subjecting subject populations: Historico-actual problems and educational possibilities. In: ABDI, A. A.; SHULTZ, L. (Orgs.), Educating for Human Rights and Global Citizenship. Albany, New York: University Press, 2008, p. 65-80.

ALMEIDA FILHO, N. Universidade Nova no Brasil. In: SANTOS, B. S; ALMEIDA FILHO, N. A Universidade no século XXI: para uma Universidade Nova. Almedina, 2008, p. 79-182.

ANASTÁCIO, T. P. Z. Circulação internacional de estudantes dos cursos de graduação: o caso Unicamp. Dissertação de Mestrado. UNICAMP: Campinas, 2014.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Portugal: Edições 70 Ltda, 1977.

BATISTA, J. S. M. O processo de internacionalização das instituições de ensino superior: um estudo de caso na Universidade Federal de Uberlândia. Dissertação de Mestrado. USP: Ribeirão Preto, 2009.

BENCK, S. P. C. Os intelectuais e a política de pós-graduação no Brasil à luz do processo de elaboração dos PNPG 2005-2010 e PNPG 2011-2020. Tese de Doutorado. UNICAMP: Campinas, 2014.

BRACKMANN, M. M. Internacionalização da educação superior e política externa brasileira: estudo da criação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Dissertação de Mestrado. PUC/RS: Porto Alegre, 2010.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 24/06/2015.

______. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Coordenação de Pessoal de Nível Superior. – Brasília, DF: CAPES, 2010.

_____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior, 2010. MEC/INEP, 2011.

_____. Decreto nº 7.642, de 13 de dezembro de 2011. Institui o Programa Ciência Sem Fronteiras. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Decreto/D7642.htm . Acesso em: 24/06/2015.

COSTA, B. S. Viagem de (auto)descobrimento: experiências de mobilidade estudantil de graduação no Programa ESCALA/AUGM/UFRGS. Tese de Doutorado. UFRGS: Porto Alegre, 2014.

DAGNINO, R. Uma estória sobre ciência e tecnologia, ou começando pela extensão universitária. In: ALMEIDA, M. L. P; BONETI, L. (Orgs.). Educação e Cidadania no neoliberalismo: da experiência à análise crítica. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2008, p. 189-200.

DALE, R. A sociologia da educação e o Estado após a globalização. Educação & Sociedade, Campinas, vol.31, n.113, p. 1099-1120, out.-dez., 2010.

DIAS SOBRINHO, J. Dilemas da educação superior no mundo globalizado: sociedade do conhecimento ou economia do conhecimento? São Paulo: Casa do Psicólogo, 2010.

GUIMARÃES-IOSIF, R. M. Rethinking Citizenship Education in Higher Education Institutions through the Lens of Critical Pedagogy: Educating the Local and Global Emancipated Citizen. In: SHULTZ, L.; ABDI, A.; RICHARDSON, G. (Orgs.), Global Citizenship Education in Post-Secondary Institutions: theories, practices, policies. New York: Peter Lang, 2011, p. 76-92.

FEIJÓ, R. N. A internacionalização da educação superior no Brasil: um estudo de caso de alunos estrangeiros do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social/UFRGS. Dissertação de Mestrado. UFRGS: Porto Alegre, 2013.

FELIX, G.T. Reconfiguração dos modelos de universidade pelos formatos de avaliação: efeitos no Brasil e Portugal. Tese de Doutorado. UFRGS: Porto Alegre, 2008.

FERREIRA, S. A universidade do século XXI: concepções, finalidades e contradições. Tese de Doutorado. UFG: Goiânia, 2009.

KNIGHT, J. Crossborder Education – Changes and Challenges in Program and Provider Mobility. In: MARTENS, K.; RUSCONI, A.; LEUZE, K. (Eds.), New Arenas of education governance: The impact of international organizations and markets. New York: Palgrave Macmillan, 2007, p. 136-154.

LEITE, D. Brazilian Higher Education from a post-colonial perspective. In: HARTMANN, E. The internacionalization of Higher Education: towards a new research agenda in critical higher education studies. New York: Routledge, 2011.

LIMA, M. C.; CONTEL, F. B. Internacionalização da educação superior: nações ativas, nações passivas e a geopolítica do conhecimento. São Paulo: Alameda, 2011.

LIMA, M. C.; MARANHÃO, C. M. S. A. Políticas curriculares da internacionalização do ensino superior: multiculturalismo ou semiformação? Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 19, n. 72, p. 575-598, jul./set., 2011.

MARTENS, K.; RUSCONI, A.; LEUZE, K. New Arenas of education governance: the impact of international organizations and markets. New York: Palgrave, 2007.

MELLO, A. F.; DIAS, M. A. R. Os reflexos de Bolonha e a América Latina: problemas e desafios. Educ. Soc. [online]. 2011, vol.32, n.115, pp. 413-435. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v32n115/v32n115a10.pdf . Acesso em 20/06/2015

MIORANDO, B. S. O Sistema ARCU-SUL e a UFRGS: perspectivas da acreditação internacional para uma universidade latino-americana. Dissertação de Mestrado. UFRGS, Porto Alegre: 2014.

MOROSINI, M. C. Estado do conhecimento sobre internacionalização da educação superior – conceitos e práticas. Educar, Curitiba, n. 28, p. 107-124, 2006.

PAULA, A. E-K. A integração social no Mercosul: as políticas de educação em saúde no Brasil e na Argentina. Tese de Doutorado. UnB: Brasília, 2009.

RIBEIRO, C. Z. Perspectivas da educação superior e a qualidade. Dissertação de Mestrado. UFRGS: Porto Alegre, 2010.

RIZVI, F.; LINGARD, B. Globalizing education policy. New York: Routledge, 2010.

SANTOS, B. S. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, A. V. A governança da educação superior privada: sobreimplicações da formação dos oligopólios no trabalho docente. Dissertação de Mestrado em Educação. UCB: Brasília, 2012.

SILVA, E. P. O impacto da adoção das normas contábeis internacionais no ensino superior de Contabilidade segundo a percepção dos docentes. Dissertação de Mestrado. UERJ: Rio de Janeiro, 2009.

SILVA, P. M. A avaliação da grande área das ciências da saúde e as implicações para a formação de recursos humanos e produção de conhecimento na pós-graduação em educação física. Dissertação de Mestrado. UEL: Londrina, 2010.

SOUZA, E. P. de. Mapeando os caminhos da internacionalização de instituições de ensino superior no Brasil. Dissertação de Mestrado em Educação. USP: São Paulo, 2008.

SOUZA. I. C. D. de. Internacionalização das instituições de ensino superior: impactos no corpo técnico-administrativo da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado. UNIGRANRIO: Rio de Janeiro, 2015.

UNESCO. Global education digest: comparing education statistics across the world. Unesco, Institute for Statistics Montreal, 2009. Disponível em: http://www.uis.unesco.org/Library/Documents/ged09-en.pdf. Acesso em 24/06/2015

Publicado

2015-11-08

Cómo citar

Guimarães Iosif, R., & Pollom Zardo, S. (2015). Internacionalização da Educação Superior no Brasil: expansão, produção do conhecimento e desafios emancipatórios. Integración Y Conocimiento, 4. Recuperado a partir de https://revistas.unc.edu.ar/index.php/integracionyconocimiento/article/view/12544

Número

Sección

Dossier: "Internacionalización de la Educación Superior: lo local y lo global". Primera Parte.